Letra da música
Bandeira de Guerra
Luiz Marenco

CD Interior (2003)


Esta música está disponível para ouvir

Uma carreta rangindo, ainda nessas estradas,
Trazendo a história de um povo e uma bandeira hasteada.
No mesmo tranco dos bois, chega de um tempo passado,
Lerda e pesada pra venda, vai adentrando o povoado.

Marcas de cascos e rodados na mesma estrada de terra,
Que n'outro tempo levou esta bandeira de guerra,
Por este pago de léguas, de várzea e coxilha larga,
Abrindo rumos à frente a comandar uma carga.

Uma parelha de pampas, outra buena de brasinos,
Trazendo a força das juntas, juntas pro mesmo destino.
(Dos que botam a mão na terra pra garantir seu sustento
E carregam já puídas suas bandeiras no vento.) Bis

Vai perto a dor da picana, mais longe um cusco de atrás
E a esperança no rastro de quem tem fé no que faz.
Trazendo nessas carretas, vida e luta "acolheradas"
E uma história mermando de tanto tempo e estrada.

Pra quem olhasse ainda hoje uma carreta e seu dono,
Nem se daria por conta esse tamanho abandono...
Aos que trazem seu destino e a vida na própria cara
E a bandeira do Rio Grande na ponta de uma taquara.


Algumas palavras contidas nesta letra estão em nosso dicionário de gauchês

CARRETA: Veículo rústico e primitivo meio de transporte coletivo ou de cargas que chegou aqui no Pago Gaúcho, vindo dos romanos para a península Ibérica, tendo origem na Mesopotâmia.

POVO: Vila, distrito.

TRANCO: Andadura lenta dos eguariços.

PAGO: Lugar em que se nasce, de origem

COXILHA: Leves ondulações topográficas no terreno.

CUSCO: Pequeno cachorro (o mesmo que guaipeca).

Compartilhe

(letra e música para ouvir) uma carreta rangindo, ainda nessas estradas, trazendo a história de um povo e uma bandeira hasteada. no mesmo tranco dos bois, chega de um tempo passado,
Interior de Luiz Marenco

Com uma trajetória de sucesso Luiz Marenco em seu CD Interior, lançado em 2003, reporta ao público músicas que reforçam a grandeza e o orgulho pela tradição de cultuar o que é do Sul. Acompanhe e divulgue a música do RS ao som de Luiz Marenco.

Parceiros