Letra da música
Assim se Vai P'a Três Cruzes
Luiz Marenco

CD Querência Tempo e Ausência (2006)


Assim se vai p'a três cruzes,
Sair batendo sincerro,
A alma solta adelante
Num trote de cruzar cerros

Cruzei por sauce florido,
Água no peito da eguada,
Noite de orvalho na quincha
E a lua mostrando a estrada

Lá em cima a d'alva encendida
Me invitando a silba,
Tem o brilho dos teus olhos
Quando acende a me chamar

Me vou buscando teu rumo,
A mi modo de guachar,
El camino és mas florido
Quando vou pra te encontrar

Camino de cerros largos,
Canción de noche e luar,
Aroma de flor do campo,
Figuerilha e araçá

Assim se vai p'a três cruzes,
Camino largo de pampa,
A alma solta adelante
E o pago todo na estampa


Algumas palavras contidas nesta letra estão em nosso dicionário de gauchês

TROTE: Andadura moderada dos eguariços.

PAGO: Lugar em que se nasce, de origem

Compartilhe

(letra e música para ouvir) Assim se vai pa três cruzes, sair batendo sincerro, a alma solta adelante num trote de cruzar cerros
Querência Tempo e Ausência de Luiz Marenco

Com uma trajetória de sucesso Luiz Marenco em seu CD Querência Tempo e Ausência, lançado em 2006, reporta ao público músicas que reforçam a grandeza e o orgulho pela tradição de cultuar o que é do Sul. Acompanhe e divulgue a música do RS ao som de Luiz Marenco.

Parceiros