Letra da música
Adeus Mariana
Gaúcho da Fronteira

LP Meu Rasto (2) (1980)


Nasci lá na cidade, me casei na serra
Com minha mariana, moça lá de fora
Um dia estranhei os carinhos dela
E disse "adeus mariana, que eu já vou embora"

É gaúcha de verdade de quatro costados
Usa chapéu grande, bombacha e espora
E eu que tava vendo o caso complicado
Disse "adeus mariana, que eu já vou embora"

Nem bem rompeu o dia, me tirou da cama
Encilhou o tordilho e saiu campo afora
Eu fiquei zangado e saí dizendo:
"adeus mariana, que eu já vou embora"

Ela não disse nada, mas ficou cismando
Que era desta vez que eu daria o fora
Pegou a açoiteira e veio contra mim
Eu disse "larga mariana, que eu não vou embora"

Ela ficou danada e foi quebrando tudo
Pegou a minha roupa e jogou porta afora
Eu fiz uma trouxa e saí dizendo:
"adeus, mariana que eu já vou embora"


Algumas palavras contidas nesta letra estão em nosso dicionário de gauchês

BOMBACHA: Calça-larga abotoada na canela do gaúcho

TAVA: O osso do jogo-do-osso.

Compartilhe

(letra e música para ouvir) nasci lá na cidade, me casei na serra com minha mariana, moça lá de fora um dia estranhei os carinhos dela e disse "adeus mariana, que eu já vou embora"
Meu Rasto (2) de Gaúcho da Fronteira

Com uma trajetória de sucesso Gaúcho da Fronteira em seu LP Meu Rasto (2), lançado em 1980, reporta ao público músicas que reforçam a grandeza e o orgulho pela tradição de cultuar o que é do Sul. Acompanhe e divulgue a música do RS ao som de Gaúcho da Fronteira.

Parceiros