Letra da música
Bamo Cavalo
Tchê Sarandeio

CD No Sul é Assim (2000)


Bamo cavalo que o mango vai pegar
Bamo cavalo que o mango vai pegar
Bamo cavalo que hoje eu tô prometendo
Pra engarupar minhas prenda
Tu vai ter que se amansar

Vou baxá o mango num matungo queixo duro
Bagual escuro tirou pra me provocar
Quando eu cruzo de fronte lá no potreiro
Vai dando coice na cerca e já se apega a relinchar

Mas hoje juro que não vou deixar por menos
Quebro-lhe o queixo e vou fazê-lo se abaixar
Tô precisando montaria pra essa noite
Vou chegar lá no fandango e uma prenda eu vou buscar.


Algumas palavras contidas nesta letra estão em nosso dicionário de gauchês

CHIMANGO: Ave rapinídea; alcunha dada em 1915, aos Borgistas (usuários do lenço branco com nó comum).

ENGARUPAR: Montar na garupa (gurupa).

MATUNGO: Cavalo de pouca qualidade.

POTREIRO: Pequena invernada onde pastam potros, situado nas imediações de uma Fazenda ou Estância.

COICE: Tem dois sentidos: Patada violenta de um animal; ou, a 1ª junta de bois cangados.

FANDANGO: Denominação genérica do Baile Gaúcho.

PRENDA: Jóia, relíquia, presente (dádiva) de valor; em sentido figurado, é a moça gaúcha porque ela é jóia do gaúcho.

Compartilhe

(letra e música para ouvir) bamo cavalo que o mango vai pegar bamo cavalo que o mango vai pegar bamo cavalo que hoje eu tô prometendo pra engarupar minhas prenda
No Sul é Assim de Tchê Sarandeio

Com uma trajetória de sucesso Tchê Sarandeio em seu CD No Sul é Assim, lançado em 2000, reporta ao público músicas que reforçam a grandeza e o orgulho pela tradição de cultuar o que é do Sul. Acompanhe e divulgue a música do RS ao som de Tchê Sarandeio.

Parceiros