Letra da música
Canta Catarina
Elton Saldanha

CD Bando de Loco (1996)


Quando gritaram "catarina" me apresentei
Puxei o mango de lei e sampei o chapéu pra cima
Gritaram "catarina" se ouviam berros
Era eu juntando um louco abraço e ponta de ferro
Meu velho foi pescador, ferrava em riba da quilha
A velha era uma paisana, peleava com a família
Fui plantado nesta terra como se planta pinhão
Junto ao gritedo das gralhas deixando rastros no chão

Carca esta marca que
Eu grudo no remelexo
Deixa que eu puxo do queixo
Só porque este trecho é meu
Cruzo eu boleio
Na volta eu boto os arreios
Depois eu mostro o floreio
Que a santa terra, me deu

Canta cararina, canta
Quando eu vou na crina o povo se levanta
Canta catarina, canta
Quando eu abro o peito nenhuma gralha se espanta

Quando gritaram "catarina" amuntei e me benzi
Soltei um sapucai num balanço cacumbi
Gritaram "catarina" um santo baixou ali
Era minha raça à cavalo, num estilo guarani
Nasci na coxilha rica, e o vento embalando a gente
E meto mango e meto espora
Em qualquer bicho semovente
Com neve minh'alma é leve
Mas com fogo é diferente
Só não mexo com as gralhas
Que este bicho é meu parente


Algumas palavras contidas nesta letra estão em nosso dicionário de gauchês

CHIMANGO: Ave rapinídea; alcunha dada em 1915, aos Borgistas (usuários do lenço branco com nó comum).

POVO: Vila, distrito.

COXILHA: Leves ondulações topográficas no terreno.

Compartilhe

(letra e música para ouvir) quando gritaram "catarina" me apresentei puxei o mango de lei e sampei o chapéu pra cima gritaram "catarina" se ouviam berros era eu juntando um louco abraço e ponta de ferro
Bando de Loco de Elton Saldanha

Com uma trajetória de sucesso Elton Saldanha em seu CD Bando de Loco, lançado em 1996, reporta ao público músicas que reforçam a grandeza e o orgulho pela tradição de cultuar o que é do Sul. Acompanhe e divulgue a música do RS ao som de Elton Saldanha.

Parceiros