Letra da música
Acordes Orientais
Gaúcho da Fronteira

CD Acordes Orientais (1991)


De vez em quando ao abrir esta cordeona
Que resmungona se desmancha em velhos ais
Em mim se alonga uma saudade de milonga
E a noite chora em mim acordes orientais

Recordo num fandango de fronteira
Um bandoneon, uma guitarra, alguns casais
Então me bate uma saudade cantadeira
De tal maneira que me canto se desfaz

Por isso sempre quando eu abro esta cordeona
O seu toque me emociona e eu não posso parar mais
O coração faz um bochincho no meu peito
E eu fico desse jeito sem saber o que é que me hay

E eu tomo um gole pois não tem quem me console
Abro a gaita e dou-lhe um fole trovejando um Sapucay
Abro a garganta e a minha alma se levanta
E a saudade que me encanta vira acordes orientais


Algumas palavras contidas nesta letra estão em nosso dicionário de gauchês

FANDANGO: Denominação genérica do Baile Gaúcho.

BOCHINCHO: Briga feia, festa informal

Compartilhe

(letra e música para ouvir) De vez em quando ao abrir esta cordeona Que resmungona se desmancha em velhos ais Em mim se alonga uma saudade de milonga E a noite chora em mim acordes orientais
Acordes Orientais de Gaúcho da Fronteira

Com uma trajetória de sucesso Gaúcho da Fronteira em seu CD Acordes Orientais, lançado em 1991, reporta ao público músicas que reforçam a grandeza e o orgulho pela tradição de cultuar o que é do Sul. Acompanhe e divulgue a música do RS ao som de Gaúcho da Fronteira.

Parceiros