Letra da música
Bicho do Mato Criado em Casa
Mano Lima

CD Com Casca e Tudo (1995)


Esta música está disponível para ouvir

Eu sou um bixo do mato
Que me criei no rigor
Agarrando touro ao muque
E sourrando um corcoviador.
Pialando de todo laço
Até ensilha meu tirador

Brote do oco da terra
Como brota um olho na agua
Cresci gaudério e sozinho
Sem pai sem mae e sem nada
Cortando churrasco gordo
Quase toda a madrugada

Sou tipo gato paiero
Com a calde mal atada
Nunca cortei o cabelo
E quase me alcanso na barba
E o bigode tem um serro
De tanta graxa enquaiada

Certa vez uma gaucha
Vei pra mim se queixar
Tu é um xirú apessoal
Queria te namorar
Mas eu não entendo disso
Nem se quer sei a falar
Eu gosto de piala égua
Pra ve o estouro que dá.


Algumas palavras contidas nesta letra estão em nosso dicionário de gauchês

GAUDÉRIO: Vivente aventureiro que chegou na Pampa, vindo do Brasil-central; não tinha profissão definida, nem morada certa e não se amarrava ao coração de uma só mulher

CHURRASCO: Comida preferida do gaúcho.

XIRÚ: Vivente amigo e companheiro; é um vocábulo síntese da palavra CHE (amigo) e da palavra IRÚ (companheiro).

ESTOURO: Dispersão de tropa em todas as direções.

Compartilhe

(letra e música para ouvir) eu sou um bixo do mato que me criei no rigor agarrando touro ao muque e sourrando um corcoviador.
Com Casca e Tudo de Mano Lima

Com uma trajetória de sucesso Mano Lima em seu CD Com Casca e Tudo, lançado em 1995, reporta ao público músicas que reforçam a grandeza e o orgulho pela tradição de cultuar o que é do Sul. Acompanhe e divulgue a música do RS ao som de Mano Lima.

Parceiros