Letra da música
Doma
Xiru Missioneiro

CD Moro Dentro Desta 24 Baixos (2009)


O potrilho nasce xucro quando o bagual se arrocina
Se apara a cola e a crina tira a cosca da virilha
Prega o xergão e a presilha pela cara do pavena
Risca de espora o ventena pra ficar bueno de encilha

Pra montar não mostre medo depois de agarrar não solta
E sempre campeia a volta tendo alerta o sentido
Cavalo é bicho atrevido e se puder te derruba
Junta na espora e te gruda isto é lindo e divertido

Desde o primeiro galope tem que ser embaixo do laço
Fazer carinho à mangaço no lançante no rempejo
Dado pau em qualquer trecho com bagual não se faz média
Golpeia as canas da rédea pra quebrar o burco do queixo

Depois que estiver domado tire o bocal bote o freio
Treine o pingo pra rodeio lace boi, touro e vaca
Ensine tua parte fraca teu jeito e tua mania
E se preciso algum dia de até pra pelear de faca

Que fique trocando a orelha quando o dono está por perto
Seja uma fera no aperto e manso na revoluta
Que esteja pronto pra um upa se surgir algum cambicho
E um romance de bolicho ele carregue na garupa

Que conheça toque de gaita fareje baile de rancho
E que relinche mui ancho como senhor da coxilha
Seja o pastor da tropilha, mas saiba o dono que tem
E nunca empreste a ninguém o flete de sua encilha


Algumas palavras contidas nesta letra estão em nosso dicionário de gauchês

POTRILHO: Cavalo que ainda mama (até dois anos).

XUCRO: Selvagem.

BAGUAL: excelente, bom, ótimo ou cavalo xucro

XERGÃO: Baixeiro apero de encilha que se coloca no lombo puro do animal.

PRESILHA: Botão da mesma guasca, que serve para fixação.

BUENO: Bom.

ENCILHA: São os aperos que vão sobre o lombo do eguariço, somente.

GALOPE: Tipo de andadura de velocidade média (nem rápida e nem ligeira = moderada) dos eguariços.

LAÇO: Apero (acessório) trançado de couro cru, composto de argola, ilhapa, corpo e presilha.

LANÇANTE: Descida forte e acentuada.

RÉDEA: Apero de couro (torcido, trançado ou chato) preso às gambas do freio, que servem para governar os eguariços.

PINGO: Afetivo de cavalo de estimação.

RODEIO: Reunião para cuido, que se faz do gado.

CAMBICHO: Apego ou paixão por uma china, ou por um peão.

BOLICHO: Pequena bodega.

GARUPA: Anca.

RANCHO: Primeira habitação erguida no Continente de São Pedro, edificada com material que abundava no local (leiva, torrão, pedra ou pau-a-pique e barreado), coberto com quincha.

COXILHA: Leves ondulações topográficas no terreno.

FLETE: Cavalo bom e ligeiro, de tiro longo.

Compartilhe

(letra e música para ouvir) O potrilho nasce xucro quando o bagual se arrocina se apara a cola e a crina tira a cosca da virilha prega o xergão e a presilha pela cara do pavena risca de espora o ventena pra ficar bueno de encilha
Moro Dentro Desta 24 Baixos de Xiru Missioneiro

Com uma trajetória de sucesso Xiru Missioneiro em seu CD Moro Dentro Desta 24 Baixos, lançado em 2009, reporta ao público músicas que reforçam a grandeza e o orgulho pela tradição de cultuar o que é do Sul. Acompanhe e divulgue a música do RS ao som de Xiru Missioneiro.

Parceiros