Letra da música
Barquinho de Papel
Wilson Paim

CD Meu Recanto (2004)


Esta música está disponível para ouvir

Meu barquinho de papel, de menino marinheiro
Quase sempre era o primeiro nas regatas da sarjeta
Eu seguia rua afora, a cuidar do meu barquinho
Sempre atento as grandes ondas e arrecifes do caminho...

Certa feita na enxurrada... meu barco se desgarrou!
E apesar do meu lamento, bem ao fim do calçamento
Meu barquinho naufragou!

De tudo guardo, tão só, lembrança que não termina
Do cais do porto da esquina bem junto a velha calçada
E uma saudade sem dó, dentro do peito ancorada

Compartilhe

(letra e música para ouvir) Meu barquinho de papel, de menino marinheiro Quase sempre era o primeiro nas regatas da sarjeta Eu seguia rua afora, a cuidar do meu barquinho Sempre atento as grandes ondas e arrecifes do caminho...
Meu Recanto de Wilson Paim

Com uma trajetória de sucesso Wilson Paim em seu CD Meu Recanto, lançado em 2004, reporta ao público músicas que reforçam a grandeza e o orgulho pela tradição de cultuar o que é do Sul. Acompanhe e divulgue a música do RS ao som de Wilson Paim.

Parceiros