Letra da música
Bororiano
Mano Lima

CD Homem da Terra (2007)


Esta música está disponível para ouvir

Não tenho pinta de ser,
Nem sete pinta terei
Sou cria de cerne puro
Pura madeira de lei
Só tenho fruta no nome
Mas fruta jamais serei.

Só tenho fruta no nome
Mas fruta jamais serei.

Sou garra de tigre novo
Sou raiz da própria terra
Gosto do potro que berra
Para sentar minha coluna
O tacam só berra o grito
Quando na troca de pluma.

O tacam só berra o grito
Quando na troca de pluma.

Gosto da carne do xibo
Do osso tiro o tutano
Sou Rubem, também sou mano
Sou pena de caburé
Sou grito do quero-quero
Nas vargeas do bororé.

Sou grito do quero-quero
Nas vargeas do bororé.


Algumas palavras contidas nesta letra estão em nosso dicionário de gauchês

POTRO: Cavalo novo que ainda não levou lombilho.

Compartilhe

(letra e música para ouvir) Não tenho pinta de ser, Nem sete pinta terei Sou cria de cerne puro Pura madeira de lei
Homem da Terra de Mano Lima

Com uma trajetória de sucesso Mano Lima em seu CD Homem da Terra, lançado em 2007, reporta ao público músicas que reforçam a grandeza e o orgulho pela tradição de cultuar o que é do Sul. Acompanhe e divulgue a música do RS ao som de Mano Lima.

Parceiros