Letra da música
Bem a Cavalo
Miguel Marques

CD Meu Jeito (0)


Esta música está disponível para ouvir

Guardo as lembranças bonitas
Pras horas tranquilas do meu chimarrão
E fico assim pensativo,
Proseando com a alma, ponteando violão

Uma milonga das buenas
Me surge serena buscando emoção
Chega pedindo uma vaga,
Se aquece nas brasas de um fogo de chão

Nessa vivência campeira
Minha'lma estradeira encilha o lobuno
Bota cabresto na marca
E aparto as tristezas pro campo do fundo

Aperto bem os arreios e no más,
Sem floreio, me solto no mundo
Ando nas voltas do pago,
Cansando cavalo campeando meu rumo

Vivo no sul da querência,
Buscando a essência de um verso campeiro
Firmando o braço na lida,
Tocando a esperança que vem de sinuelo

Trago o rio grande gaúcho,
Guardando no peito o valor que ele tem
E uma saudade sentida
De todas as coisas que eu quero também

Toco os meus sonhos por diante,
Buscando horizontes onde quero chegar
Sigo meu trote marcado, e bem a cavalo
Sem medo de andar..


Algumas palavras contidas nesta letra estão em nosso dicionário de gauchês

ENCILHA: São os aperos que vão sobre o lombo do eguariço, somente.

CABRESTO: Apero de couro cru que prende-se ao buçal (pela cedeira ou fiador).

ARREIOS: Conjunto da encilha.

TROTE: Andadura moderada dos eguariços.

Compartilhe

(letra e música para ouvir) guardo as lembranças bonitas pras horas tranquilas do meu chimarrão e fico assim pensativo, proseando com a alma, ponteando violão
Meu Jeito de Miguel Marques

Divulgando seu trabalho, Miguel Marques no CD Meu Jeito, traz ao público que prestigia música gaúcha, que reforçam a grandeza e o orgulho pela tradição de cultuar o que é do Sul, grandes sucessos da música gaúcha. Veja a discografia de Miguel Marques.

Parceiros