Embalo de Vanera


(É nesse embalo de vanera
É nesse embalo de vanera
Que eu pisco os óio pras loira
Mas só namoro com as morenas)

Moreninha não olhes pra mim
Termina o baile e eu não volto jamais
E eu não quero chorar na minha volta

Por ter já deixado um namoro pra trás
E este apelo é também pras loirinhas

Que adoram atiçar os gaiteiros
Ao ganhar um olhar de uma loira
Se acordam de novo e já ficam faceiros

Eu só toco um fandango animado
Se a morena bombeia pra mim
Mas se a loira me dá uma piscada
Eu dou uma chacoalhada mais ou menos assim

Mas às vezes também entristeço
Quando vejo minha prenda em outros braços
É aí que eu pego a minha gaita
E tapo a coitada de força e gaitaço


Algumas palavras contidas nesta letra estão em nosso dicionário de gauchês

ATIÇAR: Açular o cachorro contra alguém, ou contra algo.

FANDANGO: Denominação genérica do Baile Gaúcho.

PRENDA: Jóia, relíquia, presente (dádiva) de valor; em sentido figurado, é a moça gaúcha porque ela é jóia do gaúcho.

Compartilhe

Tchê Barbaridade - Embalo de Vanera (letra e música para ouvir) (É nesse embalo de vanera É nesse embalo de vanera que eu pisco os óio pras loira mas só namoro com as morenas)

Parceiros