Letra da música
Piragueiros
Telmo de Lima Freitas

LP De Marcha Batida (1994)


Vêm chegando os piragueiros lá no Passo
Um abraço de quem chega e logo sai
Romaria de crianças pelo porto
Num sorriso do tamanho do Uruguai

"Abóbras" e morangas vêm na proa
Rapadura, puxa-puxa no porão
(Doce seco, pão de milho nos balaios
E o mais velho piragueiro no timão) Bis

Pisa em solo sãoborgense os piragueiros
Que de longe vêm cantando uma canção
Um traguinho de cachaça requeimada
Já faz parte da fraterna comunhão

E um cochincho carijó abrindo o peito
Arrepiado pela viagem que passou
(Puxa um canto missioneiro lá no fundo
Anunciando para mundo que chegou.) Bis

As piráguas eram barcos camaradas
Que chegavam "destribuindo" mel e pão
Se embretaram no remanso do progresso
Mas ficaram no meu porto-coração

Onde andam as piráguas que não chegam?
Onde andam as piráguas que não chegam?
Onde andam as piráguas?


Algumas palavras contidas nesta letra estão em nosso dicionário de gauchês

CARIJÓ: Diz-se da ave pedrez.

Compartilhe

(letra e música para ouvir) Vêm chegando os piragueiros lá no Passo Um abraço de quem chega e logo sai Romaria de crianças pelo porto Num sorriso do tamanho do Uruguai
De Marcha Batida de Telmo de Lima Freitas

Com uma trajetória de sucesso Telmo de Lima Freitas em seu LP De Marcha Batida, lançado em 1994, reporta ao público músicas que reforçam a grandeza e o orgulho pela tradição de cultuar o que é do Sul. Acompanhe e divulgue a música do RS ao som de Telmo de Lima Freitas.

Parceiros