Letra da música
De Volta de Uma Tropeada
Luiz Marenco

CD O Primeiro Canto (2018)


Das Três Bocas ao Itu quantas léguas que terá?
Talvez a mesma distância do Itaó a Maçambará
Me espera ali na cancela que a noite vai ser de lua
E eu vou chegar ao tranquito esporeando a saudade tua

Ao repechar o baixo fundo no costado da coxilha
Vou me apear e colher pra ti uma flor de maçanilha
Venho guloso de afeto peão de tropa e capataz
De volta ao rancho que ergui há quarenta anos atrás

"Me chamo leocádio marques sou tropeiro e domador
E criei limo no poncho igual pedra de corredor"

Se às vezes chego num bolicho não é por maula e baseado
Mas pra comprar algo pra ti e tomar um vinho açucarado
Levo embaixo dos pelegos Erondina, minha companheira
Um quartito de capincho charqueado à moda tropeira

Vou desencilhar no oitão com o coração em atropelo
E a mala de garupa cheia de saudade e caramelo
Antes de te abraçar, Erundina com a mais crioula emoção
Vou sorver teu beijo doce na bomba de chimarrão

Me chamo Leocádio Marques sou tropeiro e domador
E criei limo no poncho igual pedra de corredor


Algumas palavras contidas nesta letra estão em nosso dicionário de gauchês

PEÃO: Operário de estabelecimento rural ou associado de entidade tradicionalista.

TROPA: Coletivo de militares e de bovinos.

RANCHO: Primeira habitação erguida no Continente de São Pedro, edificada com material que abundava no local (leiva, torrão, pedra ou pau-a-pique e barreado), coberto com quincha.

PONCHO: Pilcha, espécie de capa sem abertura e de gola redonda que abriga do frio.

BOLICHO: Pequena bodega.

MAULA: Vivente que não devemos recomendar.

DESENCILHAR: Tirar os arreios do lombo do eguariço.

GARUPA: Anca.

Compartilhe

(letra e música para ouvir) Das Três Bocas ao Itu quantas léguas que terá? Talvez a mesma distância do Itaó a Maçambará Me espera ali na cancela que a noite vai ser de lua E eu vou chegar ao tranquito esporeando a saudade tua
O Primeiro Canto de Luiz Marenco

Com uma trajetória de sucesso Luiz Marenco em seu CD O Primeiro Canto, lançado em 2018, reporta ao público músicas que reforçam a grandeza e o orgulho pela tradição de cultuar o que é do Sul. Acompanhe e divulgue a música do RS ao som de Luiz Marenco.

Parceiros