Letra da música
Balanceando as Melena
Xiru Missioneiro

CD Do Garrão do Pampa (2013)


Xiru Missioneiro

Balancei as melena e me fui para o açude
Só Deus que me ajude não me empanturrá
Pirão de mandioca com carne ovéia
Pra enfrentá a peleia pro peão aguentá
Se acaso me dé uma congestão
Não tem nem condução pra pode me levá (2x)

Caraco de vaca que cousa bagual
Pra não fazer mal só Deus é que ajuda
A lida pesada gorpeando bagual
Por essas estâncias onde a gente madruga
Quando a estrela Dalva aponta o sinal
Dá de mão do buçal e senta na crinuda (2x)

O peão que se preza não carrega medo
Alevanta cedo e bota a carne assá
Traz a recolhida grito pra mangueira
Botei as tambeira pro leite tirá
Já senta-lhe as garra num chinco veiáco
Só pra rangi os casco e vê o mundo arrodiá (2x)

A vida do peão é a mais explorada
Nem a namorada pode visitá
Com a pega de potro de bagual criado
Que o peão não tem tempo nem pra se coçá
Num fundo de campo enfurnado em fazenda
Iscuitano lenda dos véio contá

Balancei as melena e me fui para o açude
Só Deus que me ajude não me empaturrá
Pirão de mandioca com carne ovéia
Pra enfrentá a peleia pro peão aguentá
Se acaso me dé uma congestão
Não tem nem condução pra pode me levá (2x)

(Esta vai pra toda essa peonada das estância
que empurra o Rio Grande no encontro dos cavalos)

por nelson de campos

Compartilhe

(letra e música para ouvir) Xiru Missioneiro Balancei as melena e me fui para o açude Só Deus que me ajude não me empanturrá
Do Garrão do Pampa de Xiru Missioneiro

Com uma trajetória de sucesso Xiru Missioneiro em seu CD Do Garrão do Pampa, lançado em 2013, reporta ao público músicas que reforçam a grandeza e o orgulho pela tradição de cultuar o que é do Sul. Acompanhe e divulgue a música do RS ao som de Xiru Missioneiro.

Parceiros