Letra da música
Quando o Rio Grande Abre o Peito
Os Mirins

CD De Todos Os Tempos (2002)


Esta música está disponível para ouvir

Quando o rio grande abre o peito
Na voz do seu cancioneiro
Faz lembrar daqueles tempos
Dos fandangos no terreiro

Do sol , lá, si do oito baixo
Do pipocar do pandeiro
Quando esta voz se solta
Estremece o bago inteiro

Cantando de peito aberto
O cantador mostra história
Bate o tição do passado
Dando asas à memória

Rebrota no pensamento
Nosso passado de glória
Rebrota no pensamento
Nosso passado de glória

Vou soltar a minha voz
Pra mostrar nossos valores
Quando solto minha voz
Canto, pago e os amores

Em qualquer canto mundo
Nossa gente tem conceito
De sério, honesto e honrado
Pois nós somos desse jeito

Soltamos a nossa voz
Cantando o amor e o respeito
O universo se sacode
Quando o rio grande abre o peito

Cantando no mundo a fora
Já ganhei muitos amores
Pude conhecer a vida
E distinguir os valores

Já encontrei no meu caminho
Muitos espinhos e flores
Já encontrei no meu caminho
Muitos espinhos e flores


Algumas palavras contidas nesta letra estão em nosso dicionário de gauchês

TIÇÃO: Pedaço de lenha que está ardendo no fogo, ou que já foi queimado em parte.

PAGO: Lugar em que se nasce, de origem

Compartilhe

(letra e música para ouvir) Quando o rio grande abre o peito Na voz do seu cancioneiro Faz lembrar daqueles tempos Dos fandangos no terreiro
De Todos Os Tempos de Os Mirins

Com uma trajetória de sucesso Os Mirins em seu CD De Todos Os Tempos, lançado em 2002, reporta ao público músicas que reforçam a grandeza e o orgulho pela tradição de cultuar o que é do Sul. Acompanhe e divulgue a música do RS ao som de Os Mirins.

Parceiros