Letra da música
Catcho Cunha
Telmo de Lima Freitas

LP Alma de Galpão (1980)


Um dia desses, não me lembro quando,
Se era sexta, sábado ou domingo,
O velho Catcho, capataz de estância,
Atou a cola com prazer do pingo.
Um dia desses, nem me lembro quando,
Se era, sexta, sábado ou domingo.

Nem despediu-se dos irmãos chegados,
Nem os gateados ele quis levar.
São destas tropas que os tropeiros marcham
Mesmo sabendo que não vão voltar,
Nem despediu-se dos irmãos chegados,
Nem os gateados ele quis levar.

Não pediu nada, não deixou encargos,
Arreglou tudo cheio de prazer,
Revisou cercas, conferiu o gado,
Tratou de tudo antes de morrer.
Revisou cercas, conferiu o gado,
Tratou de tudo antes de morrer.

Segundo ele, tinha um novo encargo,
Não conseguiu aclimatar-se só...
Quando ficou guaxo pelo mundo,
Saiu tropeando e transformou-se em pó.
Quando ficou guaxo pelo mundo,
Saiu tropeando e transformou-se em pó.

Um dia desses, nem me lembro quando,
Se era, sexta, sábado ou domingo,
O velho Catcho, capataz de estância,
Atou a cola com prazer do pingo.
Um dia desses, nem me lembro quando,
Se era, sexta, sábado ou domingo.

Segundo ele, tinha um novo encargo,
Não conseguiu aclimatar-se só...
Quando ficou guaxo pelo mundo,
Saiu tropeando e transformou-se em pó...
Quando ficou guaxo pelo mundo,
Saiu tropeando e transformou-se em pó...

Compartilhe

(letra e música para ouvir) Um dia desses, não me lembro quando, Se era sexta, sábado ou domingo, O velho Catcho, capataz de estância, Atou a cola com prazer do pingo.
Alma de Galpão de Telmo de Lima Freitas

Com uma trajetória de sucesso Telmo de Lima Freitas em seu LP Alma de Galpão, lançado em 1980, reporta ao público músicas que reforçam a grandeza e o orgulho pela tradição de cultuar o que é do Sul. Acompanhe e divulgue a música do RS ao som de Telmo de Lima Freitas.

Parceiros