Letra da música
Baile do Quero-Quero
Grupo Quero Quero

CD 25 Anos ao Vivo (2017)


Mas vejam só, que baile, barbaridade
De certa feita aconteceu lá por bagé
Pois meteram toda gente da cidade
Na enormidade d'um galpão de santa-fé
Andava lá o gaúcho da fronteira
Com uma roqueira chacoalhando no embalo
A berenice sapecava uma vaneira
E o pedro ortaça mostrava o timbre de galo
Rio grande, berro de touro, quatro patas de cavalo...

E não tem lero, que o baile é do quero-quero...

Nico fagundes só cantava pras gaúchas
E o borghettinho só proseava por metade
E o daniel torres chamou o biriva de bruxa
E o tartarotti mandou por na liberdade
Paulo deniz queria o som do rio grande
E o alex já quis dançar sem camisa
E o zé cláudio tropicou num garrafão
Já puxou do seu facão: "no meu pala tu não pisa, tchê!"
Veio o capucho escondido nos cabelos
O neto e o bagre com uma gaita e um violão
Elton gadanha descascando um caramelo
Todo babado grudado no bicho bom
Dante ledesma disse: "todos somos hermanos"
Talo pereyra disse: "mas que frescura"

E tinha um vulto que nem entrou no salão
Gritou cheio de razão:
Nego bom não se mistura
"esse neguinho é gente fina"
Nego bom não se mistura
Se elas falarem de mim
E não tem lero que o baile é do quero-quero

Nesse baile tava toda a bicharada
Pato e o marreco quase que afogaram o ganso
E um bugio macho se grudou nas capivaras
E tinha a cara mais feia que o celso afonso
O patinete trouxe a xuxa e o mano lima
O lutzenberger se deitou na ecologia
Juarez fonseca disse:
"bah! tá tudo em cima
Comigo é quero e mais quero
Eu quero é ver as gurias"

Caetano braun fazia versos de ouro
O telmo freitas disse:
"me dá um gol de vinho"
Louco monteiro queria achar um tesouro
Tambo do bando rebolando de brinquinho
Vieram pra cancha os garotos de ouro
O som campeiro, os bertussi e os serranos
Os nativos, os mirins e os quatro-ventos
Inté os bitres num showzão dos araganos
E não tem lero que o baile é do quero-quero


Algumas palavras contidas nesta letra estão em nosso dicionário de gauchês

GALPÃO: Tipo de edificação que com o rancho forma um conjunto habitacional no RGS; numa Estância ou numa Fazenda, abriga o alojamento da peonada solteira, os depósitos de rações, almoxarifados, apetrechos, aperos, galpão-do-fogo, etc.

GAÚCHO: Palavra de origem guarany, pois nessa língua não existe vocábulos com o som da letra “L”.

PALA: Poncho leve de seda (para o verão), de algodão (para meia-estação) e de lã tramada ou bixará (para o inverno).

TAVA: O osso do jogo-do-osso.

BUGIO: Guariba, primata sul-americano.

Compartilhe

(letra e música para ouvir) baile do quero-quero (elton saldanha) mas vejam sÓ, que baile, barbaridade de certa feita aconteceu lÁ por bagÉ
25 Anos ao Vivo de Grupo Quero Quero

Com uma trajetória de sucesso Grupo Quero Quero em seu CD 25 Anos ao Vivo, lançado em 2017, reporta ao público músicas que reforçam a grandeza e o orgulho pela tradição de cultuar o que é do Sul. Acompanhe e divulgue a música do RS ao som de Grupo Quero Quero.

Parceiros