Letra da música
Bom de Bico
Iedo Silva

LP Cantorias (0)


Fui animar uma festa na bailanta do meu tio
Lá pras bandas da fronteira quase na barranca do rio
Foi no mês de agosto e a indiada tremia de frio
Furei o fole da gaita de tanto tocar bugio.

Minha garganta estourou e a voz ninguém mais ouviu
E entretia gauchada na base do assobio

Não tem cão caça com gato dizia o velho ditado
Mesmo sem gaita e sem voz não me dei por derrotado
Fiquei animando a festa até o fim da madrugada
E eu achei que esse bico não prestasse mais pra nada.

E eu meio d enamoro com a filha do tal Tonico
Que pras bandas da fronteira é o fazendeiro mais rico
Mas escutei um zum-zum a velharada fazendo fuxico
Só por que a prenda da me disse como tu é bom de bico

Há males que vem pra o bem eu descobri um tesouro
Se não fosse esse meu bico eu não arranjava namoro
Quando terminou o baile a indiada assobiando em couro
E eu fui apelidado de gaucho bico de ouro.

Compartilhe

(letra e música para ouvir) Fui animar uma festa na bailanta do meu tio Lá pras bandas da fronteira quase na barranca do rio Foi no mês de agosto e a indiada tremia de frio Furei o fole da gaita de tanto tocar bugio.
Cantorias de Iedo Silva

Divulgando seu trabalho, Iedo Silva no LP Cantorias, traz ao público que prestigia música gaúcha, que reforçam a grandeza e o orgulho pela tradição de cultuar o que é do Sul, grandes sucessos da música gaúcha. Veja a discografia de Iedo Silva.

Parceiros