Letra da música
Aos Que Vivem de Bombacha
João Luiz Corrêa

CD Campeirismo 10 - pra quem vive de bombacha (2015)


Felipe Medeiros Luz/Dionísio Costa / João Luiz Corrêa

Pra quem vive de bombacha, como eu, no dia a dia
Pouco interessa a mania, de quem anda enfeitadinho
Pois um taura de bombacha, seja na festa ou na lida
Das coisas boas da vida, conhece bem o caminho
A bombacha não é moda, muito menos fantasia
Não se usa por folia e nem é pra fazer graça
É roupa de fundamento, na campanha ou na cidade
E a estrada tem mais verdade quando um bombachudo passa

Os que vivem de bombacha sabem do que estou falando
São diferentes daqueles, que usam de vez em quando
Bombachudo em qualquer tempo, se resolve e se despacha
O que é moda, que se perca pois a vida não tem cerca
Pra quem vive de bombacha

Quem tá dentro da bombacha, vive bem mais à vontade
E sustenta a identidade, do gauchismo mais puro
Anda de cabeça erguida, pela moda transitória
Carregando a nossa história, pra os gaúchos do futuro
Sou bombachudo pachola, não só no mês de setembro
E até hoje, não me lembro, se eu andei de cola fina
Só me aparto deste pano, quando “vô lavá” meu couro
Ou me “entregá” pra o namoro e pros dengos da minha china


Algumas palavras contidas nesta letra estão em nosso dicionário de gauchês

TAURA: Vivente que se pode recomendar.

BOMBACHA: Calça-larga abotoada na canela do gaúcho

Compartilhe

(letra e música para ouvir) Felipe Medeiros Luz/Dionísio Costa / João Luiz Corrêa Pra quem vive de bombacha, como eu, no dia a dia Pouco interessa a mania, de quem anda enfeitadinho

Parceiros