Letra da música
Boca do Lixo
Flávio Mattes

LP Somente Uma Noite (1983)


Leonir
Bolero

Vai embora mulher, saia da minha frente
E favor que tu te ausente para bem longe de mim
Não suporto tuas mentiras, chega de tanta bobagem
Já perdi minha coragem, nosso amor cegou ao fim
Lutei de todos os jeitos
Pra corrigir seus defeitos, mas porem não consegui
Antes que o mal aconteça
Pra que eu não perca a cabeça é melhor você partir.

Fiz um grande sacrifício para mudar teu capricho
Tirei da boca do lixo uma dama sem valia
Quantas noites tu passavas em quarto de motel
Fingindo lua de mel pra comer no outro dia
Te levei comigo embora
Tentando fazer senhora aquela dama perdida
Mas tu foste tão medonha
Ficando mais ser vergonha que a pior mulher da vida.

E gora parta depressa vai seguindo teu caminho
Leve a coroa de espinho que tu mesma escolheu
Volta pra boca do lixo,
Vai procurar teu capricho que lá mesmo tu perdeu.
Porem se um dia abatida
Pelo cansaço da vida chegares em minha frente
Te direi agora é tarde
Seria eu um covarde te aceitando novamente.

Compartilhe

(letra e música para ouvir) Leonir Bolero Vai embora mulher, saia da minha frente
Somente Uma Noite de Flávio Mattes

Com uma trajetória de sucesso Flávio Mattes em seu LP Somente Uma Noite, lançado em 1983, reporta ao público músicas que reforçam a grandeza e o orgulho pela tradição de cultuar o que é do Sul. Acompanhe e divulgue a música do RS ao som de Flávio Mattes.

Parceiros