Letra da música
Baile de Candeeiro
Fogo de Chão

CD Volume 02 (1995)


Camisa branca lenço colorado
E uma bota nova e calça de riscado
Pelos cabelos muita brilhantina
Que tem bate coxa no salão da esquina

E vou chegando meio ressabiado
Pelo lusco-fusco desse candieiro
E no entreveiro busco a tal morena
Por quem me deixei assim enfeitiçado

E já nos tocamos pro meio do baile
E mais uma volta e uma volta e meia
Toca mais um xote mais uma vaneira
Que eu mostro o meu valor

E eu me apeio pelo seu cangote
E o seu perfume me deixando tonto
Mais uma volteada que eu não abro mão
De quem é o meu amor

(Ah, meu candieiro
Se apagas teu lume agora
Eu pego esta flor de morena
Encilho o meu pingo e me vou mundo afora)


Algumas palavras contidas nesta letra estão em nosso dicionário de gauchês

BOTA: Calçado com cano (curto, médio ou longo), feito de couro.

VOLTEADA: Ato de percorrer o campo trazendo alguns (ou todos) animais.

PINGO: Afetivo de cavalo de estimação.

Compartilhe

(letra e música para ouvir) camisa branca lenço colorado e uma bota nova e calça de riscado pelos cabelos muita brilhantina que tem bate coxa no salão da esquina
Volume 02 de Fogo de Chão

Com uma trajetória de sucesso Fogo de Chão em seu CD Volume 02, lançado em 1995, reporta ao público músicas que reforçam a grandeza e o orgulho pela tradição de cultuar o que é do Sul. Acompanhe e divulgue a música do RS ao som de Fogo de Chão.

Parceiros