Letra da música
Arrebentando Os Mondongo
Xiru Missioneiro

CD Arrebentando os Mondongo (1999)


Foi num bochincho costeiro
me entreverei tipo bicho
fiz um aparte a capricho
duma mulata parruda
nega possante e beiçuda
saiu aparpando o rabicho

meto fogo no fandango
traco fogo na cambuca
entra juca e sai manduca
e a mulherada gritando
não aperta que machuca

a china vinha por riba
quase se babando a gola
e eu segurando na piola
pra não caí a mini saia
parecia minha égua baia
com meu laço a batê cola.

quando a tibúrcia me aperta
me dá um frio no esqueleto
encabulo, fico sem jeito
garradito nas paleta
sentindo o bico das teta
xifrando a massa do peito.

que coisa mais sem vergonha
nega do rabicho quente
com vestido transparente
cá em riba tem um degote
se avança no meu cogote
me morde em frente de gente

seguimo trançando o ferro
no lançante e no repecho
toda frissura desloca
tinindo teto com porpa
fomo botando pros exio.

depois que o bochincho acaba
lá no rancho sem sossego
a mulata pede arrego
no velho estilo gaúcho
salta pedaço de bucho
por riba dos meus pelego.

Compartilhe

(letra e música para ouvir) Foi num bochincho costeiro me entreverei tipo bicho fiz um aparte a capricho duma mulata parruda
Arrebentando os Mondongo de Xiru Missioneiro

Com uma trajetória de sucesso Xiru Missioneiro em seu CD Arrebentando os Mondongo, lançado em 1999, reporta ao público músicas que reforçam a grandeza e o orgulho pela tradição de cultuar o que é do Sul. Acompanhe e divulgue a música do RS ao som de Xiru Missioneiro.

Parceiros