Letra da música
Lida de Costeiro
Os Serranos

CD Mercosul de Canções (1996)


Esta música está disponível para ouvir

Nesta lida de costeiro se trabalha o tempo inteiro até que o dia termina
Quando chega a tardinha na canoa vem farinha e dê-lhe chibo da argentina
Lá, vendo, quase de graça meio barril de cachaça e cinco latas de melado
Escapo à gendarmeria num pé me mando à la cria e venho rir cá do outro lado

(Trago azeite, trago graxa e na algibeira da bombacha caramelo pros guris
Venho com as idéias aflitas pra trazer a Mercedita pra um dia morar aqui
Venho com as idéias aflitas pra trazer a Mercedita pra um dia morar aqui)

Todo o costeiro é chibeiro, traz o rio por parceiro na hora de chibiar
Porém fica se parando de quem soluça acenando pelas barrancas de lá
E lá se vai a canoa levando firme na proa um índio a cantarolar
Um dia mudo de pago ou então juro que trago meu bem pro lado de cá


Algumas palavras contidas nesta letra estão em nosso dicionário de gauchês

ALGIBEIRA: Acessório para guardar e transportar dinheiro no bolso.

BOMBACHA: Calça-larga abotoada na canela do gaúcho

PAGO: Lugar em que se nasce, de origem

Compartilhe

(letra e música para ouvir) Nesta lida de costeiro se trabalha o tempo inteiro até que o dia termina Quando chega a tardinha na canoa vem farinha e dê-lhe chibo da argentina Lá, vendo, quase de graça meio barril de cachaça e cinco latas de melado Escapo à gendarmeria num pé me mando à la cria e venho rir cá do outro lado
Mercosul de Canções de Os Serranos

Com uma trajetória de sucesso Os Serranos em seu CD Mercosul de Canções, lançado em 1996, reporta ao público músicas que reforçam a grandeza e o orgulho pela tradição de cultuar o que é do Sul. Acompanhe e divulgue a música do RS ao som de Os Serranos.

Parceiros