Letra da música
Nosso Balanço
Tchê Garotos

CD Ao vivo (2001)


Esta vanera que tem o ronco de cordeona
Esta vanera faz sucesso na fronteira
E nesse tranco compassado e bem marcado
Não fica ninguém sentado
Mexe até com as cozinheiras, enche a sala, o pó levanta
No balanço das cadeiras

Rasga esse fole gaiteiro
E mostra o nosso balanço
Nem que o galpão venha abaixo
É hoje que eu me desmancho
Rasga esse fole gaiteiro
E mostra o nosso balanço

Vamos moçada que o dia é de festança
Vamos moçada que a gaita não vai parar
Nesse balanço que se dança a noite inteira
Não dá tempo pra canseira
Chama o povo pra dançar
O sol vem pintando a noite
Logo o dia vai chegar


Algumas palavras contidas nesta letra estão em nosso dicionário de gauchês

TRANCO: Andadura lenta dos eguariços.

GALPÃO: Tipo de edificação que com o rancho forma um conjunto habitacional no RGS; numa Estância ou numa Fazenda, abriga o alojamento da peonada solteira, os depósitos de rações, almoxarifados, apetrechos, aperos, galpão-do-fogo, etc.

POVO: Vila, distrito.

Compartilhe

(letra e música para ouvir) Esta vanera que tem o ronco de cordeona esta vanera faz sucesso na fronteira e nesse tranco compassado e bem marcado não fica ninguém sentado
Ao vivo de Tchê Garotos

Com uma trajetória de sucesso Tchê Garotos em seu CD Ao vivo, lançado em 2001, reporta ao público músicas que reforçam a grandeza e o orgulho pela tradição de cultuar o que é do Sul. Acompanhe e divulgue a música do RS ao som de Tchê Garotos.

Parceiros