Letra da música
Tudo que Tenho
Os Tiranos

CD 10 Anos Estampa da Tradição (2000)


Uso guaiaca de lontra
Pra carregar meus trocados
Lenço rubro no pescoço
Honrando os antepassados
E uma faca caçador,
Que uso pra tirar tentos
Cuspo na ponta do dedo
Pra saber o rumo do vento

Meu orgulho é minha pilcha
E o pala minha coberta
Adaga, mango e garrucha
Que uso na hora certa

Meu cavalo é meu irmão
Parceiro da mesma lida
O rio grande é meu mundo
E a campanha é minha vida
Co'a roseta das esporas
A minha marca eu desenho
Não tenho tudo que quero
Mas quero tudo que tenho

Uso a voz que deus me deu
Pra cantar de relancina
E cochichar no pé do ouvido
Das percantas e das chinas
Meu olhar é espelho da alma
Cacimba das emoções
Onde o sereno da vida
Orvalham recordações


Algumas palavras contidas nesta letra estão em nosso dicionário de gauchês

GUAIACA: Cinturão de gaúcho, com algibeiras.

PALA: Poncho leve de seda (para o verão), de algodão (para meia-estação) e de lã tramada ou bixará (para o inverno).

CHIMANGO: Ave rapinídea; alcunha dada em 1915, aos Borgistas (usuários do lenço branco com nó comum).

ROSETA: Peça circular (dentada ou pontiaguda) da espora.

SERENO: Orvalho.

Compartilhe

(letra e música para ouvir) uso guaiaca de lontra pra carregar meus trocados lenço rubro no pescoço honrando os antepassados
10 Anos Estampa da Tradição de Os Tiranos

Com uma trajetória de sucesso Os Tiranos em seu CD 10 Anos Estampa da Tradição, lançado em 2000, reporta ao público músicas que reforçam a grandeza e o orgulho pela tradição de cultuar o que é do Sul. Acompanhe e divulgue a música do RS ao som de Os Tiranos.

Parceiros