Letra da música
Gaúcho Hospitaleiro
Os Mirins

LP Barbaridade (1961)


Venho vindo das campinas
Do meu rio grande altaneiro
Sou gaúcho hospitaleiro
Da alma nobrer sem luxo

Trazendo no coração
As tradiçoês do gaúcho

Nos pampas sou sentinela
Na laçada sou perito
É s´so me prender no grito
Que estou pronto pro rodeio

Na laçada de um olhar
Qualquer china eu pealeio

Quem me vê assim cantando
Dirá que é por sentimento
Mais é meu contentamento
Cantar o que a alma sente

Pra que a tristeza nâo chegue
E a saudade fgique ausente

Se nâo fosse esta milonga
Esse violâo que eu dedilho
O bom pingo que eu ensilho
Talvez fosse pialado

Pelo olhar taborteiro
Da prenda do meu agrado

Tem muita gente que diz
Que o gaúcho tem orgulho
Qu é comprador de barulho
Mais a verdade eu lhes digo

Que no rio grande do sul
Qualquer gaúcho é um amigo

Meus patricios brasileiros
Aqui vai o meu convite
Pra que um dia nos visite
E sintam-se a vontade

Pois onde mora um gaúcho
Existe hospitalidade


Algumas palavras contidas nesta letra estão em nosso dicionário de gauchês

GAÚCHO: Palavra de origem guarany, pois nessa língua não existe vocábulos com o som da letra “L”.

CHINA: Mulher mameluca (primeira companheira do gaúcho).

PINGO: Afetivo de cavalo de estimação.

PRENDA: Jóia, relíquia, presente (dádiva) de valor; em sentido figurado, é a moça gaúcha porque ela é jóia do gaúcho.

Compartilhe

(letra e música para ouvir) Venho vindo das campinas Do meu rio grande altaneiro Sou gaúcho hospitaleiro Da alma nobrer sem luxo

Parceiros