Letra da música
Eu Sou da Serra
Os Tiranos

CD 10 Anos Estampa da Tradição (2000)


Domado a minha maneira preto tapado de cor
Um potro que leva minha marca bagual feito que é um primor
Uma parelheira lá da fronteira foi quem deu luz a este chegador
Com ele ganho qualquer carreira e levo pra o meu amor
Este beiçudo que vira o mundo é o melhor parceiro que eu conheci
Nos campos dobrados lá de são chico eu dei dobra e luz e nunca perdi

Se tem fandango se tem cavalo se tem cachaça se tem mulher
Eu sou da serra e lá na minha terra eu amanheço num chamamé
Se tem fandango se tem cavalo se tem cachaça se tem mulher
Eu sou da serra e lá na minha terra "nóis amanhece" num chamamé.

No fim no pega no campo o meu destino é o surungo
Eu impressiono as moranas viajando no meu matungo
E na madrugada no fim do baile ele me leva pra o corredor
E vai na garupa uma flor gaúcha linda serrana que é meu amor
Este beiçudo que vira o mundo é o melhor parceiro que eu conheci
Nos campos dobrados lá de são chico eu dei dobra e luz e nunca perdi.


Algumas palavras contidas nesta letra estão em nosso dicionário de gauchês

POTRO: Cavalo novo que ainda não levou lombilho.

BAGUAL: excelente, bom, ótimo ou cavalo xucro

CARREIRA: Tem dois sentidos: andadura veloz dos eguariços e também pode ser competição de animais montados por jóqueis.

FANDANGO: Denominação genérica do Baile Gaúcho.

GARUPA: Anca.

Compartilhe

(letra e música para ouvir) domado a minha maneira preto tapado de cor um potro que leva minha marca bagual feito que é um primor uma parelheira lá da fronteira foi quem deu luz a este chegador com ele ganho qualquer carreira e levo pra o meu amor
10 Anos Estampa da Tradição de Os Tiranos

Com uma trajetória de sucesso Os Tiranos em seu CD 10 Anos Estampa da Tradição, lançado em 2000, reporta ao público músicas que reforçam a grandeza e o orgulho pela tradição de cultuar o que é do Sul. Acompanhe e divulgue a música do RS ao som de Os Tiranos.

Parceiros