musicatradicionalista.com.brmusicatradicionalista

Divulgando a música gaúcha!

Pampa Sem Fronteira
(Angelo Marques/Ricardo Marques/Léo Ribeiro)

Eu me criei no Rio Grande amado
Abrindo roçado ergui parreirais
Sou um riograndense de sangue italiano
Um taura buerano igual aos meus pais
Eu "trusse" da pátria que ficou distante
A saga imigrante que conduz meu povo
Dos navios da Europa se vieram comigo
Costumes antigos para um mundo novo

No Campo dos Bugres cravei as esporas
Singrando as auroras povoei esta terra
Contra os desenganos 'guentei o repuxo
Sou gringo gaúcho de cima da serra

Nos porões dos ranchos de paredes cruas
Cruzei muitas luas amargando a dor
Preparando um vinho ou rezando um terço
Pois "trusse"de berço a fé no Senhor
No grito da mora espantei saudades
E muitas cidades fundei do meu jeito
Mas jamais renego meu chapéu de palha
Porque a velha Itália bate no meu peito

No Campo dos Bugres cravei as esporas...

E hoje, passados dezenas de outonos
Aquele colono é um serrano altivo
E ao mesmo braço que semeia o chão
Firma a tradição deste pago onde eu vivo
Num tiro de laço eu sou respeitado
Floreio um teclado no estilo raiz
Se o meu sotaque tem som estrangeiro
Meu verso é campeiro e assim sou feliz

No Campo dos Bugres cravei as esporas...

Acesse a Linha do Tempo e acompanhe toda a trajetória do artista.

Todas as músicas



Rádio Estampa do Sul
A página demorou 0.25793 seg. Base de dados 2