Letra da música
Compondo os Arreios
Jari Terres

CD No Coração do Meu Pago (0)


Eu trago rimas bagualas
São potras de pêlo feio
Todas tem marca de arreio,
Ânsias de estrada e luar.
Nos rumos do meu pisar,
Cantam barbelas e esporas
Incompreendidas auroras
Acesas no meu cantar.

Distâncias nos horizontes
Amamentando meu ser
Pelas quais eu posso ver
Orqueteado no meu basto
Essências do tempo gasto
Seguindo os sinais da trilha
Imprimindo nas coxilhas
A direção do meu rastro.

Coplas de campo e galpão
Retemperando o caminho
Idioma de andar sozinho
Sustentando vibrações.
Unindo cantos e ausências
Levando ternas querências
Ao tranco das emoções.

Letra: Eron Vaz Mattos
música: Jari Terres


Algumas palavras contidas nesta letra estão em nosso dicionário de gauchês

PÊLO: Pelagem (cor dos pêlos) de animais.

TRANCO: Andadura lenta dos eguariços.

Compartilhe

(letra e música para ouvir) Eu trago rimas bagualassão potras de pêlo feiotodas tem marca de arreio,ânsias de estrada e luar.nos rumos do meu pisar,cantam barbelas e esporasincompreendidas aurorasacesas no meu cantar.distâncias nos horizontes amamentando meu serpelas quais eu posso verorqueteado no meu bastoessências do tempo gastoseguindo os sinais da trilhaimprimindo nas coxilhas a direção do meu rastro.coplas de campo e galpãoretemperando o caminhoidioma de andar sozinhosustentando vibrações.unindo cantos e ausênciaslevando ternas querênciasao tranco das emoções.letra:eron vaz mattos / música:jari terres
No Coração do Meu Pago de Jari Terres

Divulgando seu trabalho, Jari Terres no CD No Coração do Meu Pago, traz ao público que prestigia música gaúcha, que reforçam a grandeza e o orgulho pela tradição de cultuar o que é do Sul, grandes sucessos da música gaúcha. Veja a discografia de Jari Terres.

Parceiros