Letra da música
"crassificando" As Morena
Júlio Saldanha

CD Cantigas de Amor e Rio (0)


Que coisa linda que é um baile de rancho
Eu sou carancho e danço até o fim
Vendo as morena que vão sarandeando
Eu vou crassificando as que olham pra mim

Quando fizeram as muié bonita
Fizeram a rita pra me atormentá
Quando fizeram as muié suspeita
Ela já tava feita e dava o que falá
Dizem que ela além de bonitona
É caborterona e gosta de beber
Mas o que eu tenho guardado pra ela
A família dela não qué nem sabê

Mulher casada que se enfeita muito
Eu vô chegando junto pra vê o que vai dá
Coçam a cabeça, vão achá que é caspa
Mas é cada aspa que dá pra laçá
Só deus me livre das cheia de filho
É um perigo e não dá pra arriscá
Mulher que emprenha e mula caborteira
Nem de brincadeira eu gosto de amuntá

Esta viúva é rica, e volta e meia
Me olha e tenteia, mas eu cravo o pé
Uma capincha bichada na oreia
Não chega a ser feia como essa muié
Quem for um pouco mais ambicioneiro
Que case com ela e compre o que quiser
Porque eu não sou como certos sujeito
Que pra sê estancieiro come o que não qué

Eu quero mesmo é aquela moreninha
Que fica sozinha e faz que não me vê
E de repente me atira um vistaço
De juntá os pedaço desse meu querer
O velho dela não tem nem pro fumo
Mas tem um lobuno que é um cbt
Ele me chega pra escolher um rumo
E agarrá este mundo e ninguém mais nos vê


Algumas palavras contidas nesta letra estão em nosso dicionário de gauchês

TAVA: O osso do jogo-do-osso.

ASPA: Chifre (guampa)

Compartilhe

(letra e música para ouvir) Que coisa linda que é um baile de rancho eu sou carancho e danço até o fim vendo as morena que vão sarandeando eu vou crassificando as que olham pra mim
Cantigas de Amor e Rio de Júlio Saldanha

Divulgando seu trabalho, Júlio Saldanha no CD Cantigas de Amor e Rio, traz ao público que prestigia música gaúcha, que reforçam a grandeza e o orgulho pela tradição de cultuar o que é do Sul, grandes sucessos da música gaúcha. Veja a discografia de Júlio Saldanha.

Parceiros