Letra da música
A Bravura do Peão
Teixeirinha

LP Volume de Prata (1969)


Ganhei um boi de presente
mas com uma condição
de laçar ele sozinho
e trazer pro mangueirão
perguntei ao capataz
me respondeu o patrão
este boi nunca viu corda
o seu nome é serração
já propus pra muita gente
todos recusam o presente
que eu dou de bom coração

meu patrão se me permite
eu aceito seu presente
eu não sou pobre soberbo
estou feliz de contente
o patrão mudou de cor
e me falou novamente
encomende o seu caixão
despeça-se dos parentes
peça a deus que lhe abençõe
porque os chifres deste boi
tem matado muita gente

acredito meu patrão
só eu nunca fui marcado
o meu compromisso é grande
vou lhe contar um bocado
tenho cinco irmãos menores
que vivem aos meus cuidados
minha mãe ficou viúva
só eu tenho sustentado
Ó senhora aparecida
tenho de arriscar a vida
pra dar conta do recado

puxei meu cavalo preto
acostumado na lida
me fui invernada a dentro
de ninguém fiz despedida
olhei pro céu acenei
Ó senhora aparecida
se acaso o boi me matar
cuide a minha mãe querida
nisso o boi me viu e veio
deu um mugido tão feio
senti que perdi a vida

mas quem tem fé na senhora
aparecida brasileira
levanta o laço com fé
joga uma armada certeira
antes que a história termine
sua vida derradeira
o patrão vai ser meu sogro
tem uma filha solteira
me amou por não ser covarde
as duas horas da tarde
prendi o boi na mangueira.

Compartilhe

(letra e música para ouvir) Ganhei um boi de presente mas com uma condição de laçar ele sozinho e trazer pro mangueirão
Volume de Prata de Teixeirinha

Com uma trajetória de sucesso Teixeirinha em seu LP Volume de Prata, lançado em 1969, reporta ao público músicas que reforçam a grandeza e o orgulho pela tradição de cultuar o que é do Sul. Acompanhe e divulgue a música do RS ao som de Teixeirinha.

Parceiros