Letra da música
O Que Que Há
Os Monarcas

CD Rodeio da Vida (1995)


O compadre e a comadre estão chegando
Se vieram sapateando para dançar a vaneira
A comadre esqueceu a dor do calo
E o compadre no embalo é um cavalo de carreira

O chinaredo enxerga até pela nuca
O cotovelo cutuca mas ninguém sai machucado
Coisa de louco aquele olhar de arapuca
Que tem a filha da cuca até de longe o mais agrado

(O que que há, o que é que tem
Tu gosta, ela gosta e eu gosto também
Um baile de rancho uma gaita chorona
Embala com a dona que chamo meu bem)

O tema é velho parece meio manjado
Mas pra mode do agrado lá se vai outra vaneira
O palavreado é chão batido e cordeona
É galpão é morenaça e etc eira poeira

Bato na marca pego a rima pelo rabo
Me convido a melodia pra casar com verso meu
Se acolheram e de novo é alegria
Outra vaneira, outra cria que no meu pago nasceu


Algumas palavras contidas nesta letra estão em nosso dicionário de gauchês

CHINAREDO: bordel; onde fica o chinaredo

RANCHO: Primeira habitação erguida no Continente de São Pedro, edificada com material que abundava no local (leiva, torrão, pedra ou pau-a-pique e barreado), coberto com quincha.

GALPÃO: Tipo de edificação que com o rancho forma um conjunto habitacional no RGS; numa Estância ou numa Fazenda, abriga o alojamento da peonada solteira, os depósitos de rações, almoxarifados, apetrechos, aperos, galpão-do-fogo, etc.

PAGO: Lugar em que se nasce, de origem

Compartilhe

(letra e música para ouvir) O compadre e a comadre estão chegando Se vieram sapateando para dançar a vaneira A comadre esqueceu a dor do calo E o compadre no embalo é um cavalo de carreira
Rodeio da Vida de Os Monarcas

Com uma trajetória de sucesso Os Monarcas em seu CD Rodeio da Vida, lançado em 1995, reporta ao público músicas que reforçam a grandeza e o orgulho pela tradição de cultuar o que é do Sul. Acompanhe e divulgue a música do RS ao som de Os Monarcas.

Parceiros