Letra da música
Arrogâncias de Milonga
Cesar Passarinho

LP Fundamento (1983)


Ah, essas noites de milongas
Cheias de estrelas e esperas
Onde canto minhas quimeras
Sentindo sede de amores
Afugentando-me dores
Pra solidão das taperas

Ah essas noites de milongas
De geadas tão serenas
Tão grandes e tão pequenas
Pra imensidão dos meus ais
Onde amansam-se as baguais
Acolheradas de penas

Noite de pampa e milongas
Repontam reflexões
Dando vida aos violões
E ilusões pra nossas vidas
Cicatrizando feridas
De almas e corações

Nisso ao som de milongas
Sinto que a noite me fala
Embala esconde a calma
Minhas penas pra ninguém vê las
Emprestando suas estrelas
Pras noites que eu tenho n'alma


Algumas palavras contidas nesta letra estão em nosso dicionário de gauchês

PAMPA: Descampados cobertos de vegetação rasteira onde a vista se estende ao longe; compreende desde a Província da Pampa Austral, ao sul de Buenos Aires (Argentina) até os limites do RGS com o Estado de Stª Catarina (Brasil).

Compartilhe

(letra e música para ouvir) Ah, essas noites de milongas Cheias de estrelas e esperas Onde canto minhas quimeras Sentindo sede de amores
Fundamento de Cesar Passarinho

Com uma trajetória de sucesso Cesar Passarinho em seu LP Fundamento, lançado em 1983, reporta ao público músicas que reforçam a grandeza e o orgulho pela tradição de cultuar o que é do Sul. Acompanhe e divulgue a música do RS ao som de Cesar Passarinho.

Parceiros