Edilberto Bergamo

Edilberto Bérgamo nasceu na cidade de São Gabriel no estado do Rio Grande do Sul.

Com sete anos ganhou seu primeiro acordeom, uma gaita de oito baixos, instrumento com o qual começou seus estudos.
Músico, arranjador e compositor iniciou a carreira artística profissionalmente aos quatorze anos.
Aos dezesseis anos passa a integrar o Grupo Minuano do estado do Paraná.

De volta ao Rio Grande do Sul, começa sua trajetória em festivais nativistas onde atualmente é nome consagrado tendo conquistado várias premiações como arranjador, compositor e intérprete, tais como Estância da Canção Gaúcha, Musicanto, Coxilha Nativista, Um Canto Para Martin Fierro, Reponte da Canção, Canto dos Cardeais, Ponche Verde, Reculuta da Canção Crioula, Canto Sem Fronteira, Grito do Nativismo, Aldeia da Música do Mercosul, Galponeira de Bagé, Canto Alegretense da Canção Gaúcha, Expocanto, entre outros.

Como arranjador, destaca seu trabalho nos discos Enchendo os Olhos de Campo de Gujo Teixeira e Luiz Marenco; Luiz Marenco ao Vivo ; Coplas de Andarengo, de César Oliveira; Rio Grandenses , Era Assim Naquele Tempo, Cantiga para o Meu Chão, Devoção, Cancioneiro do Rio Grande do Sul de César Oliveira e Rogério Melo; Coplas de Terra Morena e Pampiana Fé do Grupo Alma Musiqueira; De Bota e Bombacha de Mauro Moraes, Luiz Marenco e Jose Cláudio Machado; e De Rédeas na Mão de Jarí Terres.

Em 1999, enquanto acompanhavam o cantor Luiz Marenco, Edilberto Bérgamo, Negrinho Martins, Egbert Parada, Luiz Clóvis Girard e Gustavo Teixeira fundam o grupo Alma Musiqueira gravando os CDs Coplas de Terra Morena e Pampiana Fé.

Em 2003 é convidado junto com o grupo Alma Musiqueira por Luiz Carlos Borges para participar do Festival de Las Nueve Lunas de Cosquín, em Córdoba, Argentina, integrando o grupo, Viajantes da Pampa.

OUVIR
  • Youtube
  • Deezer
  • Spotify
Compartilhe

Contatos

Telefone
(55) 99683-5253

Parceiros